quarta-feira, julho 27, 2005

Ultimamente tenho andado meio estranha, down, perdida, solitaria. Nao gosto de me sentir assim, mas nao consigo evitar isso.
Tem horas que tenho vontade de desaparecer do mundo, da orbita, explodir no espaco em mil pedacinhos. Ja tiverem isso???

Estou numa confusao de pensamentos que nem eu sei direito o que e, estou sentido falta da minha mae, da minha tia, da minha familia e por azar liguei domingo e minha tia puxou o berro, disse que tinha saudades de mim, e ontem chorei um montao.

Nao e TPM, e um vazio que esta aumentando la dentro a um tempao, uma necessidade de algo que nao sei bem o que e.
As vezes fico pensando nesse lance de gravidez, se engravido ou nao.Nao sei se estou preparada pra isso, definitivamente nao sei.Acho que nao serei uma boa mae, pra falar a verdade nem sei se sou boa em algo, nao sei se sou boa amiga, nao sei se sou boa filha.Sou uma titica..isso sim.

Dai veem as cobrancas da familia, dos amigos e inconscientemente sinto isso do lado do Cuty tambem.Sei la, parece que passar de uma certa idade e nao ter filhos e uma doenca, uma anormalidade.

E como se por causa disso, voce deixe de ser menos do que os outros, menos interesssante.

E tambem vem o lado saude da coisa, ou seja, eu nao poderia ser que nem aquelas meninas que so pensam, e cabum..engravidam???
Nao, pra mim nao e assim.tenho que me tratar.
Pois e..to de saco cheio de mim mesma, saco cheio de viver.

Sei que daqui a pouco tudo isso passa, mas agora eu to meio assim, pra baixo. E pra falar a verdade as vezes me pergunto se eu nasci mesmo pra ser esposa, dona de casa, mae.sinceramente nao sei.

Acho que tem a ver com o sol tambem que nao tem dado as caras, na verdade so chove , chove e chove e isso colabora pro meu estado espiritual.

Sei que tenho uma vida boa, mas o ser humano e assim e eu sou assim, tenho esses momentos.Nao sei se vcs tem isso, as vezes eu amo o Cuty de paixao, sei que nao poderia viver sem ele, mas as vezes eu nao quero nem ve-lo...hhhhh..va entender ne??

Mas tambem estou cansada de certas coisas, certas situacoes, cansada de entender as pessoas, cansada de ouvir certas indiretas, cansada de fingir que nao entendi essas indiretas.Nao gosto disso.
Acho que hoje e um belo dia pra eu ficar em casa, isolada, sem falar com ninguem, por meus pensamentos em ordem.

Fui...

7 comentários:

Cris disse...

Nossa Jo, que post pesado :(
Nem sei direito o que dizer e também acho que nestes casos às vezes as palavras até atrapalham ao invés de colaborar...
Juro que se nós morássemos um pouco mais perto eu te faria uma visita ou tiraria vc de casa para passearmos, tagarelarmos e nos divertirmos um pouco...
Sei como nos sentimos quando as coisas não acontecem quando queremos e ainda temos que tentar aceitar que tudo tem a sua hora certa e sei que é um saco ficar nesta situação... Mas espero que logo passe e vc se sinta melhor e feliz de novo!
Porque é assim que vc é, uma pessoa feliz! Adorei o seu jeitinho alto astral e é isso que você passa para as pessoas ao seu redor, uma energia super alto astral e positiva!
Por favor, mande o meu recado para o seu astral e diga para ele pegar o elevador e subir novamente para o andar lá de cima ;)
Beijos!!!!

Eliecy disse...

Oi Jô!!!

Não fique triste com esses sentimentos, acho que todos nós temos os momentos down da vida. O melhor é sabermos que irá passar. As vezes me perguntam porque reclamo, se tenho um empregão, saúde, etc. Mas o ser humano é uma metamorfose constante, por isso somos humanos, cheio de incertezas e dúvidas do que é, o que pode ser, ou o que irá acontecer...

Somente não se ache a última das pessoas, porque você não é. Fale assim: Saia de mim baixo astral desse corpo que não te pertence!!!!

Beijocas e quando chegar aí te dou um toque.

Luz.

Rafael disse...

olha, se e moda nao sei, mas eu adoooooroo festinah em motel heheheheh

Zilá disse...

Mas Jô, não se chame de titica não, mulher! Você não é. Eu entendo isso, viu...tem dias que eu me sinto assim também. Bate um vazio, uma vontade de sair correndo, uns pensamentos ruins. Por isso eu procurei me ocupar com artesanato, com blog, com bobagens, porque assim eu me divirto e esqueço. Mas claro, que tem momentos que nem com tantos afazeres eu me desligo.
Filhos é uma responsabilidade muito grande e prende a gente. Por isso, deixa o teu coração falar e se você achar que não deve ter, deixa quem quiser falar. Infelizmente tá assim de gente por aí pra julgar nossos atos. Veja aqui eu, por exemplo, que tenho 2. Tem dias que me sinto péssima mãe. É assim mesmo. Temos nossos dias de baixo astral.
Também já me peguei diversas vezes me xingando por ter casado, por ter tido filhos...mas esses sentimentos passam.
Agora dê um sorriso!!!
Beijos!

Anônimo disse...

Oi amiga...estes dias e estas sensações irão passar...na verdade vem aquela pergunta: Por que estou no mundo??? Não é??? hahahahah Viu..todo mundo passa por isso e acho bom porque nos mostra sempre um outro lado, uma outra visão da nossa vida! É um período de reflexão! Já já você vai se empolgar de novo!
Grande beijo!

Eliana - Deventer disse...

A mensagem de cima fui eu! Me atrapalhei aqui com o teclado!

Sandra W disse...

Sei que isso já deve ter passado, mas nao queria deixar de comentar. Eu também tenho esses momentos, acho que todo mundo tem, engracado e´que você escreveu isso assim tao bem...tao como eu me sinto as vezes. Acho que sao fazes, as pessoas querem cobrar demais da gente. Mas esse lance de entender e fingir que nao está entendendo é um saco! E dá a impressao que só você é quem faz este esforco, os outros nao, já percebeu?
Credo. Espero, sinceramente que tenha passado. Talvez umas férias na Terrinha, Jô, te faca bem. Eu estou a dois anos sem ir ao Brasil, sem ver minha família e, minha mae sem ver meu filho, só vai conhecer o outro que ainda nem nasceu, quando estiver com mais de um ano...muita coisa...mas continuemos firmes! Beijos e muitas energias positivas pra você!
Sandra