quarta-feira, maio 02, 2007

Naisse miii tuuu iooouuu


Cortei a crina.Já não estava aguentando.Depois da enésima tentativa em deixar o bendito crescer.

É que eu acho que fico com cara de boazinha, de coitadinha...de "inha" com aquele cabelinho...ahahah..
Não.Porque convenhamos ficar com cara de coitadinha, de freirinha é o "ó".

Veja que nessa foto estou com cara de bunda... mas geralmenteu fico com um visual cool, sabe...moderninha...


Mas voltando ao cabelo, deixar cabelo crescer para mim é a mesma coisa que querer comprar e pedalar uma bicicleta.

Como assim???

Bem...eu gostaria muito de ter uma bicicleta, gostaria de sair por aí pedalando, de ser como essas holandesas malucas e descoladas que carregam tudo em cima de uma bike...mas mêo...não consigo.

Um dia...muito distante no passado eu comprei uma bicicleta por uma semana, então eu pedalei...um dia!!! Pasmem!!!Um dia...e sabem foi o dia errado, tá sabendo??

Naquele dia de sol havia um vento do cacete...eu pedalava..pedalava...e parece que não saía do lugar...sentia cada músculo (???), cada "nelvo" da minha perna esticando...repuxando.....pior...a bunda doía...e muito.

Então eu via aqueles holandesinhos e holandesinhas passando do meu lado e indo com o vento em polpa...enquanto eu ficava praticamente parada. Enquanto os loirinhos de olhos azuis andavam um km eu continuava lá...que nem um pé de cebolinha...

Sim...essas crianças holandesas já nascem em cima de uma bicicleta...é o máximo.

Mas como boa capricorniana eu fui insistindo...insistindo e então eu via o meu sacríficio valer a pena, então finalmente chego em casa...que nem uma mula, bufando...e com uma dor que me fazia andar de uma maneira rídicula, que prefiro omitir desse post.

Mas o pior naquele dia de sol e muito vento ainda estava por vir...sim...quando eu cheguei em casa a única coisa que poderia saciar a minha sede era um delicioso copo de água, porque o que mata a minha sede é agua.

Mas como pobre muitas vezes não tem sorte...adivinhe o que aconteceu???

Tinha esquecido a chave...e Cuty estava na Alemanha .

Não cumadre ...depois disso começou a chover...ah...juro que meus olhos lacrimejaram (claro que chorei...sou capricorniana esqueceu...durona tá ligada) ...pensei com meus botões e olhei-a com um olhar fuminante, como se a pobre pudesse se defender: ..."maldita bicicleta"...

A coitada acabou pagando o pato por tudo.

Na semana seguinte fui devolvê-la com o meu orgulho ferido e com o peito despedaçado (menos Jô).

E desde então ter uma bicicleta se tornou algo digamos ...meio longe dos meus ideiais.
Não que eu não queira...até queria...mas nós, eu e a bicicleta não nos combinamos.

Mesma coisa é com o cabelo comprido, eu tento...tento..e ele não sai daquele tamanho, e eu fico com cara de lavadeira...e aquilo me irrita..e muito.

Então...quando meus amigos próximos ouvem eu dizer""vou deixar meu cabelo crescer"....já me olham com uma cara estranha...

Mas estranha mesmo fico eu com os cabelos quase compridos.

2 comentários:

Vi disse...

Ei Jo... estou voltando aos pouquinhos. Nosso casamento foi um dia de muitas alegrias para nós.
Agora é voltar ao batente...deixar o Brasil mais uma vez por um tempinho e deixar meu amor trabalhar por este mundão de meu Deus..
Um beijo enorme e depois volto para me atualizar aqui. Agora tenho que ir às malas...rs

Rafael disse...

deixa curto q fica com cara de má e fashion.. tipo diabo veste prada.. um luxo...